Bahia joga bem, mas vacila no fim e perde para o Palmeiras – ITAPICURU FM 104,9

Bahia joga bem, mas vacila no fim e perde para o Palmeiras

O Bahia jogou como nunca, mas não conseguiu vencer o Palmeiras, como sempre tem acontecido desde 2012. O jejum ficou um pouco maior, neste domingo, 27, com a derrota por 3 a 2, no Allianz Parque, em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

O Tricolor saiu atrás do placar, mas conseguiu a virada com Luiz Otávio e Maycon Douglas. O time treinado por Dado Cavalcanti esteve melhor em campo na maior parte do jogo e ainda acertou duas bolas na trave, mas viu o Alviverde buscar empate e voltar a ficar na frente do placar com um gol aos 46 do segundo tempo.

A equipe treinada por Dado Cavalcanti volta a campo na próxima quarta-feira, 30, novamente pelo Brasileirão. O jogo será contra o América-MG, em Pituaçu.

Logo que a partida começou o Palmeiras empurrou o Bahia para trás e se instalou no campo de defesa tricolor. A bola ficou por lá até os sete minutos, quando Danilo Barbosa sofreu falta na intermediária. Aí Gustavo Scarpa foi para a cobrança e colocou a redonda no ângulo de Matheus Teixeira, que pulou em vão.

A resposta do Esquadrão foi imediata, e também na bola parada. Aos onze minutos Rodriguinho cobrou falta e Luiz Otávio, na pequena área, subiu mais que todo mundo para cabecear. Foi o segundo gol do zagueiro na temporada.

Na sequência dos gols a partida ganhou mais equilíbrio e teve os dois times com boa presença no campo de ataque. O Alviverde acertou a trave com Danilo, em lance que depois foi marcado impedimento. E o Tricolor chegou com Matheus Bahia, que finalizou da entrada da área e jogou para fora uma boa trama ofensiva.

Aos 29 minutos o Esquadrão chegou com perigo mais uma vez. Rodriguinho recebeu cruzamento e cabeceou na marca do pênalti. Jailson fez a defesa. Pouco depois foram os mandantes que assustaram. Scarpa cobrou escanteio, Kuscevic desviou na primeira trave e Danilo quase chega para completar no segundo poste.

Quem também quase marcou foi Gilberto. O camisa nove teve a melhor chance do primeiro tempo, mas furou o chute quando tentou completar cruzamento de Nino Paraíba para o gol vazio, aos 43’.

Segundo tempo

O Bahia foi melhor nos primeiros 45 minutos e seguiu bem em campo no começo da segunda etapa. A virada, inclusive, quase veio aos 8’, quando Rossi acertou um chutaço na trave.

Na tentativa de mudar o panorama do jogo, Abel Ferreira promoveu quatro mudanças de vez já aos dez minutos do segundo tempo, o que surtiu efeito por alguns momentos.

O Esquadrão voltou ao campo de ataque aos 26 minutos e mais uma vez chegou com muito perigo. Rossi cobrou escanteio, a bola foi desviada e sobrou para Maycon Douglas. O meio-campista finalizou no segundo pau e tirou tinta da trave defendida por Jailson.

Três minutos depois Maycon Douglas teve uma nova oportunidade e não desperdiçou. O atacante recebeu passe de Daniel pela esquerda, avançou, invadiu a área e chutou no alto para vencer o goleiro do Palmeiras e colocar mais justiça no placar do jogo.

O problema é que a vantagem não durou muito tempo e o placar final se tornou um castigo para o Tricolor. Aos 32’ Gustavo Scarpa cobrou falta, e o que era um cruzamento passou por todo mundo até parar no fundo do gol. Tudo igual mais uma vez. Depois, aos 46’, Scarpa achou Breno Lopes na entrada da área e o atacante decretou a virada alviverde.

(https://atarde.uol.com.br/)

Deixe uma resposta