Amado Batista pede desculpas na Justiça por dizer que Lula ‘roubou pra caramba’

O cantor Amado Batista pediu desculpas ao filho do ex-presidente Lula (PT) e empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, depois de ser alvo de uma queixa-crime por injúria. Os dois entraram em acordo nesta semana perante o Tribunal de Justiça de Pernambuco. As informações são da coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Em entrevista ao programa “Frente a Frente”, transmitido pela Rede Nordeste de Rádio no ano passado, Amado Batista disse que tanto Lula quanto seus filhos praticaram roubo durante os governos petistas.

O cantor também insinuou que um dos filhos de Lula seria latifundiário. “É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso, para vocês verem. Ao vivo e a cores”, afirmou.

Em sua retratação, o cantor pede desculpas a Lulinha por atribuir a ele “graves ofensas” e por suas afirmações equivocadas de que o empresário “teria enriquecido de forma ilícita”.

“Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”, afirma Amado Batista.

Deixe um comentário