Em seis dias, cinco freiras do mesmo convento morrem por Covid 19

Em menos de uma semana, cinco freiras da Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, no Centro de Curitiba, morreram em decorrência da Covid-19.

A madre conta que desde o início da pandemia, nenhuma irmã havia testado positivo para a doença. Contudo, no fim do mês de agosto, uma das freiras começou a apresentar sintomas que acreditava ser apenas de gripe.

Das 51 irmãs que fazem parte do convento, 29 foram diagnosticadas com o novo coronavírus.

“Não nos atentamos que era o vírus. Tudo isso disseminou muito rápido aqui. Como é uma casa de idosas, atingiu algumas irmãs mais frágeis na saúde, com comorbidades, e algumas vieram a óbito. Hoje, nós estamos passando pela quarentena, concluindo essa fase, a maioria das irmãs está recuperada. Temos duas irmãs na enfermaria e uma na UTI, mas temos esperança que elas vão vencer”, comentou.

A madre contou que elas sempre seguiram as medidas sanitárias de combate à Covid e que apenas algumas das irmãs mais jovens saem para resolver algumas coisas.

Todas as freiras que morreram estavam com a imunização completa. Especialistas apontam que nenhuma vacina oferece proteção de 100% contra doenças, mas todas reduzem o risco de infecção, hospitalização e morte, principalmente depois da segunda dose.

É importante lembrar que vacinas funcionam, mas não são infalíveis. Ainda assim, apesar de a probabilidade de infecção após a vacina ser pequena, quanto mais a doença estiver circulando, maior é o risco de o imunizante falhar.

Fonte: G1

Deixe um comentário