Bahia empata com Cuiabá e chega a 5 jogos sem vencer na Série A – ITAPICURU FM 104,9

Bahia empata com Cuiabá e chega a 5 jogos sem vencer na Série A

O Bahia empatou com o Cuiabá, neste sábado (7), na Arena Pantanal, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar de 1 a 1 culmina na quinta partida consecutiva sem triunfo do Tricolor na Série A, mas interrompe a sequência de derrotas. 

Apesar de ter dominado o primeiro tempo e aberto o placar, o Esquadrão voltou a apresentar problemas no setor defensivo e cedeu um empate que poderia ter sido evitado. 

O jogo marcou também a estreia do atacante colombiano Hugo Rodallega. Anunciado há quase um mês, o colombiano entrou no início do segundo tempo, no lugar de Oscar Ruiz, mas não teve grande influência. 

O Bahia terá a semana “cheia” antes de voltar a campo, pela 16ª rodada do Brasileirão. No próximo domingo (15), encara o Atlético-GO, em Pituaçu, às 18h15. 

DOMÍNIO E DESATENÇÃO

O Bahia de Dado Cavalcanti entrou em campo sem centroavante, mas com três atacantes e apenas um volante. Com Rodriguinho de falso 9, e Daniel e Mugni no meio, a troca de passes ficou mais qualificada. 

A primeira chance surgiu aos 15 minutos. Matheus Bahia conseguiu boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Rodriguinho na área. O meia ajeitou e chutou forte, a bola desviou e passou com perigo.

O lado direito, para variar, foi o lado mais forte do Esquadrão. Aos 25 minutos, Nino encontrou Oscar Ruiz no meio, o atacante fez o pivô e Rossi encontrou uma cavadinha perfeita para Rodriguinho sair na cara do gol. O falso 9 fez como 9, e estufou as redes.

Apesar do domínio tricolor, uma única jogada individual do Cuiabá foi o suficiente para abalar as estruturas defensivas do Bahia. Aos 37 minutos, Pepê passou por três adversários e, da entrada da área, finalizou com qualidade no cantinho direito de Matheus Teixeira, para empatar o jogo. Desatenção. 

Aos 45′, após cobrança de falta, Rossi cortou a bola e ela ficou com Danilo Gomes. O atacante arriscou de muito longe, com perigo para a meta tricolor. 

SEGUNDO TEMPO 

O segundo tempo já começou com um susto para o Bahia. Logo no primeiro minuto, o Cuiabá marcou um gol. Contudo, João Lucas, autor da assistência, estava impedido, e o bandeirinha assinalou corretamente o impedimento. 

Em velocidade, o Dourado voltou a assustar aos sete minutos. Jonathan Cafu foi lançado na direita e encontrou Jenison no meio. O centroavante tocou para Gava que, dentro da área, chutou com perigo, mas também estava impedido. 

O Bahia respondeu com Rossi, dois minutos depois. O camisa 7 recebeu de Mugni livre na área, porém chutou fraco, nas mãos de Walter. De qualquer forma, advinha… também estava em posição irregular. 

A partida entrou numa espécie de marasmo sem fim, em que as equipes se esforçavam para chegar a lugar nenhum. Dado espetou dois centroavantes lá na frente (Gilberto e Rodallega), mas perdeu em criatividade. O Cuiabá perdeu o contra-ataque, sem espaço para impor velocidade. 

O marasmo foi quebrado aos 44 minutos do segundo tempo, quando o Bahia encontrou espaço no campo de defesa adversário. Raniele descolou bom passe na frente para Maycon Douglas, que avançava em direção ao gol quando foi derrubado por Felipe Marques. O árbitro Héber Roberto Lopes não teve dúvidas e apresentou o cartão vermelho ao atleta do Cuiabá. Gilberto cobrou a falta com força, mas a bola explodiu em Lucas Mugni antes de sair para tiro de meta. 

Aos 47, Raniele arriscou de muito longe, a bola quicou e Walter bateu roupa. Não tinha ninguém na sobra. 

FICHA TÉCNICA
Cuiabá x Bahia
Campeonato Brasileiro – 15ª rodada

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá
Data: 07/08/2021 (sábado)
Horário: 21h
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Johnny Barros de Oliveira (ambos de SC)
VAR: Braulio da Silva Machado (SC)

Gols: Rodriguinho (Bahia) / Pepê (Cuiabá) 

Cartões amarelos: Rossi (Bahia) / Paulão (Cuiabá)

Cartões vermelhos: Felipe Marques (Cuiabá)


Cuiabá: Walter; João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Uillian Correia (Auremir), Camilo (Danilo Gomes), Pepê e Rafael Gava (Osman); Jonathan Cafu (Felipe Marques) e Jenison (Elton). Técnico: Jorginho.


Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Edson (Raniele), Daniel (Maycon Douglas) e Lucas Mugni; Rossi (Matheus Galdezani), Oscar Ruiz (Rodallega) e Rodriguinho (Gilberto). Técnico: Dado Cavalcanti.

Deixe uma resposta