Entre Wagner, Otto e Leão, sinais são de que a aliança será mantida

O Dois de Julho não teve aglomeração de gente, mas teve de políticos. E junto com eles o tititi. Pauta da vez: 2022. Na banda de ACM Neto, a convicção, o momento não é bom. Na governista, a pergunta: o PT de Rui Costa e Jaques Wagner vai manter a aliança com Otto Alencar e João Leão?

Líquido e certo: Wagner já está conversando com as partes. E tanto Otto como Leão sinalizam o interesse em manter a união. A tese ganhou força, muito mais depois que Lula entrou em cena. E como candidato altamente competitivo.

Possibilidades —O novelo a desenrolar: se a cabeça da chapa está com Jaques Wagner, Otto Alencar vem bem no Senado e é potencial candidato a reeleição e João Leão, vice-governador reeleito, não pode disputar o mesmo cargo, como arrumar a chapa? Algumas possibilidades são especuladas. Veja:

1 — Wagner governador, Leão senador, Otto vice.

2 — Wagner governador, Rui Costa senador, Otto vice e Leão governador tampão por oito meses na vaga de Rui. No caso, a estratégia seria tirar proveito da boa avaliação de Rui.

3 — Wagner governador, Otto senador, alguém do PP de vice, Leão governador tampão.

Hoje tanto Wagner com o PT, Otto com o PSD e Leão com o PP têm os nomes postos na mesa, mas se diz que é jogo de cena, ou melhor, demarcação de território político.

Hoje eles, governistas, acham que Lula cá e Rui bem avaliado cá, são as luzes do caminho.(https://atarde.uol.com.br/)

Deixe um comentário