Lar para idosos que teve 40 casos confirmados em Ipiaú é acionado pelo MP


A instituição de longa permanência para idosos Fundação Casa Lar Dona Deraldina, em Ipiaú (distante 362 km de Salvador) deverá ser fiscalizada e acompanhada pela prefeitura do município. O pedido é do Ministério Público estadual (MPBA), que instaurou nesta quarta-feira, 6, um procedimento administrativo, após o local ter confirmado a contaminação pelo novo coronavírus de 34 idosos abrigados e seis trabalhadores, segundo boletim da Covid-19 divulgado na terça-feira, 5.

Em ofício à Prefeitura de Ipiaú, a promotoria solicita o isolamento, em no máximo 24 horas, dos idosos contaminados e recomenda que os não infectados sejam transferidos para “instalações físicas em condições adequadas de habitabilidade, higiene, salubridade, segurança e saúde”. Em entrevista ao site Giro Ipiaú, a vice-prefeita e fundadora da instituição, Margarete Chaves, afirmou que a maioria dos idosos estão assintomáticos e passam bem. Margarete, inclusive, foi uma das pessoas que testaram positivo para o vírus durante a realização de testes rápidos, no entanto, o laboratório ainda não realizou a análise na coleta dela.

O MP pediu ainda que o Núcleo Regional de Saúde Sul do Estado da Bahia providencie, com prioridade máxima dentro do prazo de 12 horas, o resultado de todos os 91 testes “swab” (coleta de amostras de secreção das vias respiratórias) realizados nos idosos e profissionais da Fundação. Segundo a promotora Rafaella Carvalho, foram divulgados 54 resultados, sendo 36 idosos positivos e seis negativos, restando 26 resultados. No total, o abrigo atende a 68 idosos.

MP de olho no município

A instituição já havia sido alvo de recomendação do MP no último dia 20 de março, quando o órgão solicitou a adoção de medidas de prevenção. Dentre as medidas indicadas, estavam o fornecimento de todos os equipamentos necessários aos funcionários e gestores como máscaras, luvas, álcool gel, dispensadores de sabão e lenços de papel; além de higienização ambiental com material de limpeza adequado e restrição das visitas dos familiares dos idosos, com permissão apenas em situações emergenciais.

O MP expediu ofícios à Fundação e à Prefeitura Municipal para esclarecer, em 48 horas, quais medidas preventivas foram adotadas conforme a recomendação. No documento, o órgão orientou a Secretaria Municipal de Saúde a adotar, “com a máxima urgência que o caso exige, todas as medidas necessárias para a prevenção do coronavírus na Fundação Casa de Deraldina de Amparo a Velhices”.

Ainda em Ipiaú, as promotoras Letícia Monte e Rafaella Carvalho também instauraram, no dia 13 de abril, um procedimento administrativo para acompanhar o combate à Covid-19 no Hospital Geral da cidade. Já no último dia 24, o MP orientou a Prefeitura sobre a elaboração de plano e estudos técnicos para subsidiar a tomada de decisão sobre eventual abertura do comércio, que segue restrito a serviços essenciais. O número de casos confirmados na cidade chegou a 99, com duas mortes registradas e 15 pessoas recuperadas.

Deixe um comentário