Redes Sociais

Vitória goleia o Brasil de Pelotas e se afasta do Z4

Publicado em 06/11/2019 às 06:20h

Organizado e eficiente, o Vitória fez valer o mando de campo para golear, com autoridade, o Brasil de Pelotas por 3 a 0, na noite desta terça-feira, 5, no Barradão, e dar mais um passo na luta pela permanência na Série B do Campeonato Brasileiro.

 

Geninho conseguiu fazer o Leão atuar com as linhas altas para pressionar a saída de bola do time gaúcho, e funcionou. Mesmo com muita intensidade, o gol demorou para sair. O Vitória só conseguiu abrir o placar no último minuto do primeiro tempo, com Lucas Cândido.

Com o placar a favor, o elenco Rubro-Negro teve paciência e sabedoria para aproveitar o desespero do adversário na busca pelo empate e ampliar. Everton Sena e Eron completaram o placar.

Com o resultado, o Vitória chegou aos 40 pontos e abriu seis do Figueirense, o primeiro dentro da zona de rebaixamento para a Série C. 

O Rubro-Negro volta a campo nesta sexta-feira, 8, quando encara o Paraná, no Durival Britto, em Curitiba, às 19h15. Para o duelo, o técnico Geninho não poderá contar com o zagueiro Everton Sena, suspendo por ter recebido o terceiro cartão amarelo. 

Leão superior

O Vitória iniciou a partida determinado a comandar as ações do jogo e fazer valer a força do Barradão. E ficou claro, desde o primeiro minuto de jogo, o caminho escolhido pelo Leão para fazer as principais investidas em busca do gol: o lado direito, com Van. E o lateral teve bastante ajuda de Felipe Garcia e Rodrigo Andrade, que tentavam triangulações e cruzamentos.

E o primeiro lance de perigo foi logo aos 5 minutos. O zagueiro Bruno Aguiar tentou sair jogando, mas errou o passe e entregou a bola para Lucas Cândido, que chutou rasteiro e quase abriu o placar. 

Mas o Brasil de Pelotas respondeu imediatamente. Guilherme Queiroz trocou passes com Murilo Rangel e chutou forte com a perna esquerda. A bola tirou tinta da trave dio goleiro Martín Rodríguez.

Melhor na partida, o Leão seguiu adiantando as linhas e tentando pressionar a defesa do Brasil e investindo em jogas rápidas e chutes de média e longa distância. Thiago Carleto, por exemplo, arriscou três faltas de muito longe. 

O Xavante só voltou a assustar aos 22 minutos. Ednei levantou a bola na área e Nirley subiu sozinho para testar com muito perigo. A bola, mais uma vez, raspou a trave.

Quando o ritmo começou a cair e o primeiro tempo parecia que terminaria sem gol, eis que o Rubro-Negro marcou. Aos 45, Anselmo Ramon cruzou, com açúcar, na segunda trave. Lucas Cândido testou para o fundo das redes: 1 a 0.

Virou passeio

Com a vantagem no placar, o Vitória voltou faminto por mais gols. E conseguiu ampliar logo aos 2 minutos da segunda etapa. Na primeira subida do Leão, Thiago Carleto cobrou falta com veneno na pequena área. Everton Sena, livre, mandou para o gol: 2 a 0.

Com o Brasil atordoado em campo, o Rubro-Negro ganhou ainda mais confiança e partiu para cima com tudo. Aos 7, Eron driblou Nirley e chutou forte. O goleiro Carlos Eduardo se esticou todo e mandou a bola para escanteio. 


PUBLICIDADE

Top