Redes Sociais

Ações no Nordeste de Amaralina resultam em 6 presos e 4 mortos

Publicado em 13/06/2018 às 06:06h


A Polícia Militar intensificou as ações no Nordeste de Amaralina, em Salvador, desde sábado (9), após o assassinato do cabo PM Gustavo Gonzaga da Silva e resultou em seis presos em flagrante e quatro mortos em confrontos.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), a última ocorrência aconteceu, na tarde desta terça-feira (12), com as prisões de dois homens com drogas. Magno dos Santos Araújo, mais conhecido como "Homem Pedra", foragido da Justiça com prisão preventiva decretada por homicídio, e Diego Emiliano Pereira Serrado foram surpreendidos pelo Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 40ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Nordeste de Amaralina).

Eles foram flagrados com porções de maconha e R$ 75 em moedas, na localidade conhecida como Escadaria do Espetinho.

Desde sábado, os PMs da Rondesp Atlântico e da 40ª CIPM apreenderam também cinco armas de fogo, entre elas submetralhadora e pistola calibre 9 mm, munições, placa de colete balístico e drogas.

O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, afirmou que as ações na região vão continuar, "sempre dentro da lei e agindo com a força necessária contra aqueles que tentam atirar contra policiais”.


PUBLICIDADE

Top