Esquadrão fica no empate com a Jacuipense e garante vaga na final – ITAPICURU FM 104,9

Esquadrão fica no empate com a Jacuipense e garante vaga na final

O resultado favorável no primeiro jogo garantiu a vaga do Esquadrão na grande final do Campeonato Baiano. Na tarde deste domingo, 2, no estádio de Pituaçu, Bahia e Jacuipense disputaram uma partida frenética, mas o placar terminou empatado em 2 a 2. Os gols da partida foram anotados por Jadson e Jeferson, para o Bahia, enquanto Rafael Bastos e Raniele descontaram para a Jacuipense.

Com isso, o Tricolor irá disputar a decisão estadual contra o Atlético de Alagoinhas. No entanto, a cabeça da equipe comandada por Roger Machado está voltada para outra final. Nesta terça, 4, o Bahia enfrenta o Ceará, precisando reverter o resultado adverso de 3 a 1, sofrido neste final de semana.

Até o momento, a Federação Baiana de Futebol (FBF) ainda não definiu as datas e horários da grande decisão do certame estadual. Por ter a melhor campanha da primeira fase, o Esquadrão terá a oportunidade de disputar o segundo jogo da final dentro de casa.

Contra-ataque Tricolor

A Jacuipense precisava buscar o resultado a todo custo, por isso começou a partida avançando suas linhas e tentando pressionar a saída de bola do Bahia. Com melhor qualidade técnica, o Tricolor conseguia construir suas jogadas através de tabelas e triangulações pelos lados, mas sem romper a defesa do time de Riachão do Jacuípe.

A primeira oportunidade veio justamente dessas pressões do Leão do Sisal, aos 13 minutos, após roubada de bola no campo de ataque. Wesley Popó foi acionado, mas finalizou para fora da meta defendida pelo goleiro Matheus Claus.

Se a Jacuipense avança suas linhas, o Bahia aproveita os contra-ataques. Aos 20, Elton puxou o contragolpe e rolou para Saldanha. O jovem atacante deixou o adversário no chão, mas finalizou em cima do zagueiro Railon.

Em mais uma subida do Tricolor, aos 35, Saldanha voltou para buscar jogo, recebeu a bola e fez belo passe para Jadson, que invadiu a área e bombardeou a meta defendida por Luan, abrindo o placar para o Esquadrão. Dois minutos depois, em novo contra-ataque, Saldanha recebeu na esquerda, passou pela marcação e bateu rasteiro para fora.

A ‘mina de ouro’ Tricolor seguia sendo os contragolpes. Antes do apito final, aos 46, o Bahia teve a oportunidade e saiu no três contra um. Saldanha recebeu livre de Marco Antônio, na cara do gol, mas chutou em cima do goleiro Luan.

Tudo ou nada

Se a situação já era complicada para o Leão do Sisal, a equipe comandada por Jonilson Veloso precisava partir para o tudo ou nada. Aos 9 minutos, Raniele avançou pelo meio e levantou na área para Thiaguinho. O meia chegou por trás da defesa tricolor, mas cabeceou para fora.

Aos 16 minutos, Rafael Bastos recebeu na entrada da área do Bahia e bateu colocado, mas a bola passou perto do travessão defendido por Matheus Claus. A resposta do Bahia veio seis minutos depois, Marco Antônio partiu no contra-ataque e saiu na cara do gol, mas concluiu em cima de Luan. Na sobra, o meia ainda errou mais uma vez.

De tanto a Jacuipense tentar, finalmente a equipe encontrou o seu gol. Aos 23, Rafael Bastos cobrou falta de muito longe e colocou sem chances para o goleiro do Esquadrão, empatando a partida. Três minutos depois, o mesmo Rafael Bastos tentou finalizar novamente e mandou perto da trave de Matheus Claus.

Contornos frenéticos

O Bahia também conseguiu assustar nas cobranças de faltas. Aos 29, Jeferson cobrou de longe e exigiu boa defesa de Luan. Nos cinco minutos seguintes, a partida começou a tomar contornos frenéticos. Aos 31, Mauri encontrou Thiaguinho livre na área, mas o meia bateu em cima de Matheus Claus novamente.

Aos 33, o atacante Caíque, que entrou no lugar de Saldanha, encontrou Jeferson em profundidade, que completou na saída do goleiro Luan, desempatando a partida para o Bahia. Não deu tempo nem do Esquadrão comemorar. Menos de um minuto depois, Raniele arriscou do meio da rua e surpreendeu o goleiro Matheus Claus, dando novamente números iguais à partida.

Com menos de 10 minutos para o fim da partida, a Jacuipense precisava fazer dois gols para, pelo menos, levar a decisão para os pênaltis. No entanto, faltou forças para o Leão do Sisal buscar o resultado, sendo eliminado do Baianão e voltando as atenções para a inédita participação do time no Brasileirão Série C, que começa na semana que vem.

BAHIA 2X2 JACUIPENSE – SEMIFINAL DO BAIANÃO 2020:

Local: Pituaçu, em Salvador

Data: 02/08/2020 (domingo)Horário: 16h
Árbitro: Eziquiel Sousa Costa (CBF-Macarani)Auxiliares: Jucimar dos Santos Dias e Carlos Eduardo Bregalda Gussen (ambos CBF-Salvador)Cartões amarelos: Jadson, Elton, Ronaldo (Bahia) / Rafael Bastos (Jacuipense)
Gols: Jadson, Jeferson Douglas (Bahia) / Rafael Bastos, Raniele (Jacuipense)
Bahia: Mateus Claus; Nino Paraíba, Wanderson, Ernando e Zeca; Ronaldo, Elton (Edson), Jadson e Daniel (Alesson); Marco Antônio (Jeferson Douglas) e Saldanha (Caíque). Técnico: Roger Machado.
Jacuipense: 
Luan; Paulinho (Lucas), Matheus, Railon e Radar (Vicente); Raniele, Eudair (Rafael Bastos) e Mauri (Danilo Rios); Thiaguinho, Wesley Popó e Elias (Juninho). Técnico: Jonílson Veloso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *