DESEMBARGADOR PEDE PERDÃO A GUARDA MUNICIPAL XINGADO DE ‘ANALFABETO’: ‘NADA JUSTIFICA’ – ITAPICURU FM 104,9

DESEMBARGADOR PEDE PERDÃO A GUARDA MUNICIPAL XINGADO DE ‘ANALFABETO’: ‘NADA JUSTIFICA’

Eduardo Siqueira, o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo que ficou famoso em todo o Brasil ao xingar um guarda municipal, decidiu pedir perdão pelo o que fez. O arrependimento teria ocorrido nesta quinta-feira, 23 de julho. O desembargador disse que estava exaltado. Na ocasião, Eduardo Siqueira chegou a chamar o guarda municipal de “analfabeto”, apenas por ele tentar fazer com que a lei fosse cumprida. 

O profissional da justiça estava resistindo para usar a máscara de proteção. O item é obrigatório na cidade onde a polêmica ocorreu, Santos, no estado de São Paulo. O Tribunal de Justiça de São Paulo está investigando a ação do desembargador. O ato causou revolta nas redes sociais, mas os guardas municipais que repreenderam o jurista chegaram até a serem homenageados com uma medalha. 

Desembargador que humilhou guarda por conta de máscara de proteção pede perdão

“Nos últimos dias, vídeos de incidentes ocorridos entre mim e guardas municipais de Santos têm motivado intenso debate na mídia e nas redes sociais, com repercussão nacional. Realmente, no último sábado (18/07) me exaltei, desmedidamente, com o guarda municipal Cícero Hilário, razão pela qual venho a público lhe pedir desculpas”, disse o desembargador, após a repercussão do caso. 

Eduardo Siqueira diz que “nada justifica” suas atitudes, mas que tomou a reação revoltada sob a verve do momento crítico que o país vive. Ele lembra as confusões por conta da pandemia. 

Eduardo Siqueira, conta ainda no seu pedido de desculpas que o guarda que o abordou apenas estava cumprindo o que lhe mandaram. Além disso, o desembargador diz que o profissional agiu de maneira correta.
Fonte: “G-1″

Desembargador que humilhou GCM é flagrado usando máscara em SP | Blog do  Cacá Barbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *